Quero contar para vocês a história da Jane

Jane é um nome fictício, mas a história é real e é de uma cliente minha.

A Jane perdeu o companheiro há alguns anos. Na época o seu filho tinha apenas um ano de idade.

Felizmente o seu companheiro era segurado pela previdência social, o que dava direito ao benefício da pensão por morte.

Ocorre que a Jane era companheira dele e não esposa, ou seja, vivia em união estável. Por conta disso, muitos amigos aconselharam ela a pedir o benefício apenas para o filho, pois caso pedisse também para ela, só iria atrapalhar e iria ficar sem receber nada.

A Jane então achou que fazia sentido, afinal, ela não era casada com o falecido companheiro e precisava receber o benefício rapidamente para poder sustentar o seu filho.

Além disso, no momento de dar entrada na pensão por morte, o próprio servidor do INSS disse que não possuía direito e que não iria fazer diferença, já que o filho dela iria receber.

Com tudo isso a Jane não teve dúvidas e decidiu pedir a pensão por morte apenas para o seu filho.

Vários anos depois, já quando o seu filho já tinha completado a idade e não estava mais recebendo, a Jane me conheceu.

Ela não me conheceu porque estava procurando advogada previdenciarista (INSS). Claro que não! O assunto para ela já havia sido encerrado. Ela me conheceu quando estava acompanhando uma cliente.

Enfim! Papo vai, papo vem e ela comentou o caso.

Depois disso, marcamos um outro horário para conversar apenas sobre o caso dela. Analisei, depois ela realizou a contratação para solicitar o benefício e em resumo fizemos todos os trâmites administrativos e judiciais necessários.

Sabe qual foi o resultado?

A Jane tem direito a receber a pensão por morte de forma VITALÍCIA, ou seja, para sempre.

>> E como toda história essa aqui também tem lição de moral.

Não busque orientação em quem não é qualificado para tanto.

Você pode estar se perguntando “mas o servidor do INSS sabe sobre isso Dra.”.

Gente, o servidor do INSS vai defender aquilo que o próprio ente acredita. Por que você acha que existem tantos processos contra a previdência?

O INSS, muitas vezes, sequer segue a Lei. Lembre-se disso.😉

Gostou desse conteúdo? Veja mais no meu Instagram clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.